análise de mercado e da concorrência

Saiba como fazer análise de mercado e da concorrência

A análise de mercado e dos concorrentes da empresa é uma importante atividade, com ela é possível tornar o negócio mais competitivo, inovador e diferenciado — três coisas indispensáveis em um ambiente cada vez mais saturado.

Para isso, é importante o uso de múltiplas ferramentas, que vão desde modernos softwares até a observação prática das outras corporações no mercado. Continue lendo nosso post e veja como fazer isso. Boa leitura!

Análise dos concorrentes e das categorias adjacentes

Manter o foco nos concorrentes pode ser uma ótima fonte de inspiração para sua empresa. Com eles é possível aprender a precificar melhor os produtos e serviços da empresa, além de otimizar os processos, modelo de negócios e ferramentas de trabalho.

Além dos concorrentes, também existem as categorias adjacentes. Esse nome é atribuído a qualquer organização que não seja sua concorrente direta, porém que em algum momento possa ser percebida como tal.

Imagine uma concessionária de carros e uma agência de viagens, por exemplo. São atividades diferentes, porém alguém poderia deixar de comprar um carro para viajar. Isso é categoria adjacente. Observá-las também é uma importante fonte de inspiração.

A análise dos concorrentes e categorias adjacentes pode ser feita com o benchmarking. Essa ferramenta tem como objetivo observar os principais pontos fortes e fracos das outras empresas e aprender com elas. Veja os principais passos para isso:

  • identifique duas ou três empresas para analisar;
  • defina os principais pontos de análise (preço, gestão de clientes, sistemas, etc.);
  • escolha a estratégia para obter as informações desejadas;
  • compare as informações coletadas com as da sua própria empresa;
  • use as informações para otimização do seu negócio.

Para obter as informações dos concorrentes, pode-se usar clientes ocultos ou avaliar os pontos desejados por meio das redes sociais, site corporativo ou matérias publicadas em blogs, jornais e revistas especializadas.

Se a sua estratégia for monitorar por meio da internet, uma ótima ferramenta é o clipping digital. Dentre suas funções, está a de buscar informações por meio de palavras-chave relacionadas ao assunto desejado.

Análise de mercado: tendências e público-alvo

Na análise de mercado, além dos concorrentes, três outras coisas devem ser levadas em consideração: as oportunidades e ameaças, as forças e fraquezas e o público-alvo da empresa. Continue lendo e entenda cada uma delas:

Oportunidades e ameaças

As duas primeiras podem ser analisadas com o auxílio da análise SWOT. Essa ferramenta busca identificar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças de uma empresa.

Tudo que está presente no ambiente externo e pode contribuir para o crescimento da empresa é considerado como uma oportunidade. Alguns exemplos são: redução de impostos, crescimento do poder aquisitivo da população e novas tecnologias.

Por outro lado, se o que está presente no ambiente externo pode prejudicar a empresa, então é considerado uma ameaça. As mais comuns são: excesso de burocracia e economia desaquecida.

Além da análise SWOT, aqui também é possível usar o Clipping digital

Forças e Fraquezas

As forças são competências de uma empresa, tudo o que pode ser considerado como um diferencial em relação às suas concorrentes no mercado. Coisas como: equipes competentes, equipamentos e tecnologias de ponta.

As fraquezas, por outro lado, são incompetências. É quando aquilo que está sob o controle da empresa, mas pode ser considerado como uma desvantagem em relação aos concorrentes. Coisas como: funcionários desmotivados e produtos mal precificados.

Público-alvo

Para analisar o público-alvo da empresa, por outro lado, é possível usar pesquisas estruturadas ou contar com o auxílio de modernos softwares, como o Customer Relationship Management (CRM). Essa ferramenta tem o objetivo de coletar, estruturar e utilizar os dados dos clientes de forma estratégica.

Ainda existe outra ferramenta que pode ser usada, o Business Intelligence — BI. É, basicamente, um software conectado aos outros sistemas da empresa e a internet de um modo geral. Assim, além de coletar dados internos, também absorve dados do mercado.

Seu principal papel é estruturar todos os dados coletados e apresentá-los de forma resumida e estratégica para os tomadores de decisão da corporação.

Agora que já sabe como fazer análise de mercado e da concorrência, aproveite para nos seguir no Facebook e Twitter e ficar sempre por dentro das novidades. Não perca!

Esse artigo foi útil?
[Total: 7 Average: 3.1]

Posts Relacionados

Deixe seu comentário