Como o georreferenciamento na gestão da equipe de vendas pode melhorar os processos?

Processos de vendas com georreferenciamento

Os Sistemas de Informações Geográficas (SIG) , ou, georreferenciamento popularmente conhecido faz parte da rotina e dos processos de várias empresas. Essas ferramentas de vendas com georreferenciamento contribuem para para que haja melhores processos logísticos, em prol da agilidade e da economia.

Veja neste post como melhorar o desempenho de sua equipe de vendas por meio do georreferenciamento!

O que é o georreferenciamento?

Todos nós estamos em algum lugar desse imenso planeta. Com o aprimoramento da tecnologia, é possível encontrar com eficácia a localização geográfica de qualquer pessoa ou construção em vários lugares.

No mundo dos negócios, essa ferramenta contribui para localizar com precisão um cliente em potencial, para facilitar na fidelização de um cliente atual, desenvolver ações específicas de marketing ou informar com rapidez as novidades que sua empresa tem disponível.

Como processos de vendas com georreferenciamento pode ajudar?

Otimizando o tempo

Existem diversas ferramentas de geoprocessamento que possibilitam monitorar instantaneamente o andamento dos trabalhos da equipe externa, incluindo os que já vêm de fábrica nos próprios smartphones, que facilitaram de forma significativa a gestão da equipe de vendas.

Por meio delas, é possível também que o gestor possa complementar o planejamento das rotas dos seus vendedores, otimizando o tempo de toda a equipe.

Aprimorando a atuação da equipe

A implantação de softwares de geoprocessamento para o controle do trabalho de sua equipe de vendas, caso ela atue externamente, é fundamental. Por meio de processos de vendas com georreferenciamento é possível verificar onde cada colaborador se encontra, melhorar as rotas de cada um e evitar que eles se cruzem nos trajetos.

Assim, é possível tomar decisões mais eficientes e executar as vendas dentro dos padrões determinados, coletando informações essenciais para aprimorar a gestão.

Melhorando o planejamento das rotas

Saber a localização do cliente é fundamental para estabelecer os melhores horários para visitas. Quando o vendedor sabe que o trajeto apresenta um trânsito intenso, uma ferramenta de geolocalização ajuda no sentido de apresentar rotas alternativas.

Além disso, é possível para o vendedor agendar a visita num horário de trânsito menos tumultuado ou no contrafluxo. O gestor pode criar relatórios baseados no monitoramento das condições do trânsito por meio dos mapas digitais, aumentando a eficiência e a precisão nos planejamentos.

Regionalizando os atendimentos

Por meio de um mapa, físico ou online, é possível saber onde os clientes se concentram e delimitar uma área de abrangência para que o vendedor possa fazer várias visitas em locais mais próximos.

Assim, os deslocamentos mais longos, de um extremo a outro de determinada cidade, poderão ser evitados.

Organizando as informações

O ritmo intenso de visitas faz com que os vendedores fiquem carregados de cartões de visitas ou se esqueçam do cronograma, por exemplo. Atualmente, diversos aplicativos para smartphones têm facilitado a vida dos vendedores, bem como softwares de geoprocessamento, que são capazes de ordenar e organizar essas informações.

Além disso, o gestor poderá visualizar de forma mais ampliada a área de abrangência de sua atuação e cruzar os dados da localização dos clientes, com a rota realizada pelos vendedores. Assim, é possível verificar pontos que talvez não tenham uma cobertura de atendimento, expandindo as possibilidades de atuação e aprimorando vários processos.

Você deseja conhecer um pouco mais sobre as soluções de automação para a força de equipes externas? Entre em contato conosco!

Esse artigo foi útil?
[Total: 0 Average: 0]

Deixe seu comentário